Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/9925
Título: Processos hidro-sedimentares morfologicamente controlados no litoral rochoso da Galé (Algarve)
Autor: Nascimento, Ana Patrícia Valente do
Orientador: Moura, Delminda
Palavras-chave: Litoral rochoso
Transporte sedimentar
Traçadores sedimentares
Alterações morfosedimentares
Data de Defesa: 7-Dez-2016
Resumo: Atualmente, as arribas litorais da costa meridional do Algarve sofrem um forte recuo e as fontes sedimentares externas ao sistema costeiro (rios e ribeiras) estão em muitos dos casos comprometidas. Deste modo, o transporte sedimentar longilitoral poderá ser a fonte com maior contributo sedimentar para as praias encastradas inseridas em sistemas litorais rochosos. No entanto, as pontas rochosas e as plataformas de abrasão de sopé das arribas poderão funcionar como barreiras a este transporte, comprometendo o equilíbrio daquelas praias. Foi então sob esta premissa que o presente estudo foi realizado no litoral rochoso da zona costeira da Galé, no Algarve. Este trabalho tem como principal objetivo avaliar a eficácia da transferência lateral de sedimento entre células litorais em dois estados morfológicos distintos: (i) com plataforma de abrasão topograficamente elevada em relação à superfície da praia; (ii) com continuidade topográfica entre as superfícies da praia e da plataforma de abrasão. Para a concretização deste estudo, realizaram-se duas campanhas (Março e Novembro de 2014) onde se utilizou areia colorida como traçador sedimentar. Este foi colocado numa determinada zona da face da praia durante a maré baixa e nas marés baixas seguintes foram recolhidas amostras de sedimento de acordo com uma malha georreferenciada previamente definida. Nas amostras recolhidas foram contados os grãos coloridos de modo a produzir mapas de transporte sedimentar e para serem criados esses mapas foi utilizado o software ArcGis 10.1. Com o objetivo de correlacionar o clima de ondas com o transporte sedimentar, utilizou-se transdutores de pressão para medir a altura e o período das ondas. A agitação marítima foi mais energética durante a campanha de Março do que na de Novembro embora a direcção das ondas tenha sido a mesma. No entanto, quer as alterações morfológicas, quer o transporte dos grãos marcados, foram maiores na campanha de Novembro do que na de Março. Estes resultados evidenciam a importância do estado geomórfico das praias e da sua relação com as plataformas de abrasão na eficácia da transferência sedimentar entre células litorais. Espera-se com este trabalho, contribuir para aumentar o conhecimento do controle morfológico dos processos hidro-sedimentares neste tipo de costas e assim contribuir para a gestão sustentável dos litorais rochosos que inclua soluções de engenharia. O presente trabalho foi realizado no âmbito do projeto de investigação PTDC/GEO-GEO/3981/2012-MOSES.
Descrição: Dissertação de mestrado, Sistemas Marinhos e Costeiros, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade do Algarve, 2016
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/9925
Designação: Sistemas Marinhos e Costeiros
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE_AnaNascimento.pdf4,91 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.