Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/9948
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorPacheco, José Eusébio Palma-
dc.contributor.authorGuerreiro, Elsa Cristina Martins-
dc.date.accessioned2017-09-14T13:30:54Z-
dc.date.available2017-09-14T13:30:54Z-
dc.date.issued2016-11-28-
dc.date.submitted2016-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.1/9948-
dc.descriptionDissertação de mestrado, Gerontologia Social, Escola Superior de Educação e Comunicação, Universidade do Algarve, 2016-
dc.description.abstractO envelhecimento constitui um período do ser humano, que está relacionado com as dificuldades que surgem nesta etapa da vida, e quando os idosos não apresentam estratégias para lidar com as perdas, a incapacidade, as doenças e as pressões que vão surgindo tornam-se mais vulneráveis à depressão. Assim a depressão constitui uma doença mental frequente nos idosos, que provoca grande sofrimento e perda da qualidade de vida, que muitas vezes tem como desfecho o suicídio. Neste sentido, este estudo teve como principais objetivos determinar os níveis de depressão nos idosos do Baixo Alentejo, verificar a influência dos aspetos sociodemográficos, e ainda avaliar o nível de capacidade funcional, de modo a relaciona-los com a presença de depressão. A amostra em estudo foi constituída por 100 idosos, residentes na comunidade em meio rural, do Baixo Alentejo, da freguesia de São Barnabé, concelho de Almodôvar, com idades entre 65 e 94 anos. Os resultados obtidos demostraram uma ocorrência de depressão de 55%. Quanto ao nível de capacidade funcional, verificámos que 91% apresentava incapacidade funcional na sua forma ligeira, 7% moderada, e 2% elevada. Verificou-se que alguns aspetos sociodemográficos influenciam a depressão, outros a capacidade funcional. Relativamente à relação entre a capacidade funcional e a depressão, os dados deste estudo revelaram que a incapacidade funcional influencia a depressão, sendo que todos os idosos que apresentaram níveis de incapacidade funcional (moderada ou elevada) apresentaram em paralelo ocorrência de depressão.pt_PT
dc.language.isoporpt_PT
dc.rightsopenAccesspt_PT
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/pt_PT
dc.subjectEnvelhecimentopt_PT
dc.subjectIdosopt_PT
dc.subjectDepressãopt_PT
dc.subjectCapacidade funcionalpt_PT
dc.titleDepressão e capacidade funcional em idosos do Baixo Alentejopt_PT
dc.typemasterThesispt_PT
thesis.degree.grantorUniversidade do Algarve, Escola Superior de Educação e Comunicação-
thesis.degree.levelMestre-
thesis.degree.nameGerontologia Socialpt_PT
dc.identifier.tid201707845pt_PT
dc.subject.fosDomínio/Área Científica::Ciências Sociais::Outras Ciências Sociaispt_PT
Aparece nas colecções:ESE1-Teses
UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese de mestrado Elsa Guerreiro2.pdf896,14 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.