Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/1683
Título: Produção de um agente de controlo biológico recorrendo a subprodutos da indústria agro-alimentar
Autor: Maia, Cristiana do Couto Pereira
Orientador: Costa, Maria Emília Lima
Nunes, Carla
Palavras-chave: Indústria alimentar
Controlo biológico
Fungicidas
Licor de laranja
Extrato de alfarroba
Data de Defesa: 2011
Resumo: Este trabalho incidiu na produção de um agente de controlo biológico usando como meio de cultura subprodutos da indústria agro-alimentar. O combate às perdas pós-colheita é feito maioritariamente com recurso a fungicidas sintéticos, no entanto, a preocupação crescente relacionada com o uso destes produtos, quer a nível ambiental, quer de saúde, levou ao desenvolvimento de métodos alternativos no combate a estas perdas. O controlo biológico, mediante o uso de microrganismos antagonistas é um dos métodos que tem levado a resultados promissores. O microrganismo estudado como potencial agente de controlo biológico foi a levedura PBC-2 e os subprodutos usados foram o licor de laranja e extracto de alfarroba. Foi feita a optimização do processo de extracção do licor com o objectivo de se obter um produto final compatível com o uso deste subproduto como fonte de carbono no meio de cultura. Foram realizados ensaios em Erlenmeyer para testar a capacidade da levedura PBC-2 em usar os açúcares contidos no licor de laranja e numa mistura de licor de laranja e extracto de alfarroba como fonte de carbono. Foram testadas variadas concentrações de açúcares no licor (12,5, 25,0, 37,5 e 50,0 g/L) e variados rácios na mistura de licor e extracto de alfarroba. Verificou-se a capacidade da levedura em usar os açúcares como fonte de carbono, obtendo-se uma maior produção de biomassa com a concentração de açúcares mais elevada (50 g/L). No que diz respeito aos ensaios com a mistura de subprodutos, o rácio mais favorável para a produção de biomassa foi o de 12,5 g/L de extracto de alfarroba e 37,5 g/L de licor de laranja. Nos ensaios realizados em reactor biológico, foram testadas duas concentrações de açúcar, presentes no licor de laranja, diferentes, 50 e 70 g/L e ainda o efeito do vector n-dodecano. A concentração mais eficaz foi a de 50 g/L, tendo-se verificado ainda, que a adição do vector n-dodecano permite uma maior produção de biomassa. Foram realizados ensaios de eficácia em peras e maçãs. Os melhores resultados foram obtidos em maçãs, onde o efeito da levedura antagonista permitiu obter uma redução significativa de 47 e 54% nos parâmetros estudados de incidência e severidade, respectivamente.
Descrição: Dissertação de mest., Biologia Molecular e Microbiana, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2011
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/1683
Designação: Mestrado em Biologia Molecular e Microbiana
Aparece nas colecções:FCT1-Teses
UA01-Teses
CIM1-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Mestrado Cristiana Maia.pdf1,2 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.