Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/231
Título: Influência de marés na distribuição vertical de larvas de peixes de recifes costeiros e escolha de substratos de assentamento no Parque Marinho Luíz Saldanha
Autor: Medeiros, João Vaz Agnelo Borges
Orientador: Borges, Rita Alexandra Duarte
Serrão, Ester
Gonçalves, Emanuel
Palavras-chave: Teses
Peixes
Larvas
Marés
Data de Defesa: 2009
Resumo: A comunidade larvar que habita os recifes costeiros (a menos de 50 metros da costa) do Parque Marinho Luíz Saldanha (PMLS) foi amostrada durante os meses de Junho e Julho de 2008, através de um método inovador de arrasto planctónico utilizando um submergível como meio de propulsão. Foi amostrada, na coluna de água, a camada subsuperficial (1 metro abaixo da superfície) e a camada junto ao fundo rochoso (0,5 metros acima dos recifes). As amostras foram recolhidas durante o pico de quatro fases de maré (Baixa-mar, Enchente, Preia-mar e Vazante). A comparação com trabalhos realizados em anos anteriores sugere uma diversidade larvar reduzida no ano 2008 (presente estudo). Apesar da riqueza específica ter sido superior junto ao fundo, foi à superfície que se registou o maior valor de abundância total de larvas. Nestas amostras da superfície a espécie Tripterygion delaisi foi claramente dominante. No entanto, foi encontrada uma preferência, por parte de algumas espécies como Gobius xanthocephalus e Pomatoschistus pictus, pela camada de água mais funda. Esta distribuição preferencial verificou-se principalmente durante a fase de Vazante, sugerindo uma resposta comportamental à fase de maré. Este pode ser um dos mecanismos de retenção utilizado por estas espécies de forma a permanecerem junto aos recifes costeiros. Nestas espécies (G. xanthocephalus e P. pictus) a presença de larvas em várias fases de desenvolvimento também reforça a hipótese de existir retenção destas larvas. A ausência de larvas mais desenvolvidas de Tripteryion delaisi e a sua preferência pela superfície não parece favorecer a retenção desta espécie, contudo os resultados de trabalhos anteriores apontam para a retenção destas larvas junto aos recifes do PMLS. Durante os meses de Maio a Setembro foi testado um método de monitorização de recrutamento de peixes e a preferência dos indivíduos por dois tipos de substratos artificiais: rochoso e ervas marinhas. Para duas das espécies mais abundantes encontradas na coluna de água, Gobius xanthocephalus e Pomatoschistus pictus, foi detectada uma preferência pelo substrato artificial rochoso. Não foram capturados recrutas de Tripterygion delaisi em nenhum dos tipos de substratos. Apesar de serem necessários mais estudos para validar a eficácia deste método, os resultados indicam um possível atraso no recrutamento no ano estudado.
Descrição: Dissertação mest., Biologia Marinha, Universidade do Algarve, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/231
Designação: Mestrado em Biologia Marinha
Aparece nas colecções:UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE_pdf.pdf3,96 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.