Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/3239
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorFernandes, Maria Jacinta da Silva-
dc.contributor.authorSá, Andreia Filipa Ferreira de-
dc.date.accessioned2013-12-12T14:56:30Z-
dc.date.available2013-12-12T14:56:30Z-
dc.date.issued2012-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.1/3239-
dc.descriptionDissertação de mest., Arquitetura Paisagista, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Univ. do Algarve, 2012por
dc.description.abstractUm percurso de natureza, entendido no contexto da oferta turística sustentável, deve ser considerado como uma infraestrutura, como uma possibilidade de contacto próximo com a natureza e uma forma de conhecer e reconhecer os valores naturais, histórico-culturais e paisagísticos de forma responsável. A Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António, uma das zonas húmidas mais importantes do nosso país, alberga uma enorme biodiversidade; além disso, os seus terrenos parecem constituir-se como uma das paisagens algarvias mais bem preservadas e de grande valor cénico. Esta área protegida apresenta elevado potencial para a observação ao vivo, e em proximidade, de várias espécies ornitológicas emblemáticas, quer pela sua raridade, estatuto de proteção, grau de perigo, quer pela beleza ou simbolismo. Atualmente existem na área da Reserva Natural três percursos ou trilhos de interpretação da natureza balizados e disponíveis para utilização do público, concebidos especialmente para a observação dos valores ornitológicos e respetivos habitats; outros itinerários não sinalizados são também sugeridos como importantes locais de observação de aves. Seguindo uma orientação sustentável, o presente estudo apresenta uma anteproposta de reestruturação dos percursos de natureza para a área da Reserva Natural de Castro Marim e Vila Real de Santo António. Procurando promover uma maior conectividade entre o visitante e a natureza local, garantindo a compatibilização das atividades humanas com a proteção e conservação dos valores patrimoniais existentes, a proposta consiste essencialmente na integração, numa estrutura em rede, dos percursos balizados existentes e itinerários atualmente propostos, numa lógica de complementaridade e assegurando uma possível continuidade entre percursos de natureza em todo o espaço da Reserva. Incluem-se também sugestões para a requalificação dos percursos, dado o mau estado de conservação dos equipamentos existentes. De modo a que, no futuro, seja possível dispor de informação sobre as motivações principais dos visitantes deste espaço, possibilitando uma oferta de serviços de turismo de natureza que vá ao encontro da procura e necessidades do público, apresenta-se ainda uma proposta de questionário aos visitantes, que cobre aspetos como o que as pessoas esperam encontrar e os sentimentos afetos ao local.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectPercursos da naturezapor
dc.subjectTurismo de naturezapor
dc.subjectAvespor
dc.subjectTurismo sustentávelpor
dc.subjectDieta mediterrânicapt_PT
dc.titleRede de percursos de natureza da Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo Antóniopor
dc.typemasterThesispor
dc.peerreviewedyespor
thesis.degree.grantorUniversidade do Algarve. Faculdade de Ciências e Tecnolgiapor
thesis.degree.levelMestrepor
thesis.degree.nameMestrado em Arquitetura Paisagistapor
Aparece nas colecções:FCT1-Teses
UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CAPA.pdf22,74 kBAdobe PDFVer/Abrir
Agradecimentos_Resumo.pdf84,86 kBAdobe PDFVer/Abrir
Dissertação.pdf1,65 MBAdobe PDFVer/Abrir
Índice.pdf59,52 kBAdobe PDFVer/Abrir
Página de Rosto.pdf23,42 kBAdobe PDFVer/Abrir
Anexos.pdf3,22 MBAdobe PDFVer/Abrir
Peça Desenhada 1_PROPOSTA.pdf16,2 MBAdobe PDFVer/Abrir
Peça Desenhada 2_REDE.pdf1,17 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.