Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/10277
Título: Padrões de mobilidade e perceções ambientais da mulher em Faro
Outros títulos: Patterns of mobility and environmental perceptions of women in Faro
Autor: Rosa, Maria Manuela Pires
Gameiro, M. Celeste Barroso
Rodrigues, J. I.
Alves, Rui
Palavras-chave: Género
Mobilidade
Atitudes
Mobilidade sustentável
Marcha a pé
Data: 2017
Editora: Associação Portuguesa de Sociologia
Resumo: A análise dos padrões de mobilidade da mulher é desenvolvida considerando a cidade de Faro e é suportada por inquéritos à mobilidade desenvolvidos no projeto de investigação INLUT - Integração dos usos do solo e transportes em cidades de média dimensão, pelas Universidades de Trás-os-Montes e Alto Douro, de Lisboa e do Algarve. O projeto foi financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia e teve como objetivo específico analisar os padrões de deslocação dos habitantes de cidades de média dimensão. No município de Faro, nas atividades económicas, as mulheres constituem 51 % dos ativos. Os inquéritos à mobilidade foram realizados, em 2013, aos residentes no eixo urbano Faro/MontenegroGambelas. Os 1277 inquiridos realizaram 2363 viagens/dia, sendo 44,8 % efetuadas em automóvel (como condutor), 40,5 % a pé, 4,3 % em transporte público e 2% em bicicleta. Em relação às mulheres 42,3 % das viagens foram efetuadas em automóvel (como condutoras), 41,7 % a pé, 5 % em transporte público e 0,5 % em bicicleta. Elas usam menos a bicicleta e os motociclos do que os homens. Na avaliação de perfis (atitudes) chegou-se à conclusão que existe uma maior consciência ambiental por parte das mulheres em relação aos homens. Não obstante ocorrer uma grande percentagem no uso do automóvel como condutoras, elas partilham automóvel, marcham a pé e viajam em transportes públicos em percentagens maiores do que as dos homens. Conclui-se que as mulheres tem uma mobilidade mais sustentável.
The analysis of women's mobility patterns is developed considering the city of Faro and it is supported by surveys carried out under the INLUT research project - Integration of land use and transport in medium-sized cities, which was developed by the universities of Trás-os-Montes e Alto Douro, Lisboa and Algarve. The project was sponsored by the Foundation of Science and Technology and had as one of the specific objectives the analysis of the patterns of mobility of the medium-sized cities’ inhabitants. In the municipality, 84% of the economically active persons are dedicated to tertiary sector. Women have an important contribution with 51% of the assets. Mobility surveys were conducted, in 2013, to residents in the urban axis Faro/Montenegro-Gambelas. 1277 respondents held 2363 trips/day, 44.8% made by car (as driver), 40.5% walking, 4.3% by public transport and 2% by bicycle. Women hold more mobility than men and 42.3% of the trips were made by car (as drivers), 41.7% walking, 5% by public transport and 0.5% by bicycle. They use the bicycle and the motorcycle less than men. In the evaluation profile (attitudes), the conclusion is that there is a greater environmental awareness by women than men. This is consensual with their patterns of mobility. Withstanding the great percentage of using the car as drivers, they share cars, walk and travel by public transport, in a greater percentage than man. As a conclusion, women have a more sustainable mobility.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/10277
ISBN: 978-989-97981-3-7
Aparece nas colecções:ISE3-Livros (ou partes, com ou sem arbitragem científica)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Cap atas ix Congresso Portugues de sociologia 1017.pdf1,13 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.