Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/7129
Título: The characterization of surf tourists in the Algarve
Autor: Frank, Fabia Hanna
Orientador: Pintassilgo, Pedro
Valle, Patrícia Oom do
Palavras-chave: Desenvolvimento regional
Turismo
Desporto
Surf
Proteção do ambiente
Alojamento
Taxas
Portugal - Algarve
Data de Defesa: 2014
Resumo: Even though surf tourism in Portugal is an economic activity with a steady growth rate, there are not many assessment studies available. Using a sample of 240 participants, this dissertation aims to characterize surf tourists that stay in surf camps in the Algarve. Nearly half of all respondents (49,2%) are German. A large proportion of respondents are single (69,2%) and 43,4% of all tourists asked are young adults aged between 25 and 31 years. Moreover, one third of the 240 respondents are students. These characteristics help to explain the fact that a large proportion of the individuals have a monthly net household income that does not exceed 2.000€ (46,7%). More than half (52,1%) of all respondents are female, which does not correspond to the image of predominant male participation in surfing. Also this dissertation studies the attitudes of these surf tourists towards an accommodation tax earmarked for environmental protection in the Algarve. The relationship between some socio-demographic attributes and the willingness to pay this accommodation tax is assessed with the cross tabulation process. The willingness to pay an accommodation tax only has a direct relationship with the nationality of a respondent. Besides filling a gap in the literature, this dissertation augments the marketing intelligence for owners and managers of surf camps and surf schools, as well as agencies and organizations promoting surf tourism in the Algarve.
Embora o turismo de surf em Portugal apresente uma taxa de crescimento estável, tratase de uma atividade económica ainda pouco estudada. Assim, este estudo responde à necessidade de uma melhor compreensão dos turistas de surf, considerando o caso particular do Algarve, a região mais a sul de Portugal continental e onde o turismo é a principal atividade económica. As três principais questões de investigação deste trabalho são: 1. Quais as principais características dos turistas de surf no Algarve? 2. Estarão os turistas de surf dispostos a pagar uma taxa, incluída no preço do alojamento, destinada à protecção do meio ambiente? 3. É possível encontrar uma relação entre a predisposição dos turistas para pagar essa taxa e alguns atributos sociodemográficos? A fim de recolher os dados quantitativos e qualitativos necessários ao estudo aplicou-se um questionário a 240 turistas de surf alojados em campos de surf no concelho de Vila do Bispo, no Algarve. A pesquisa foi realizada em setembro e outubro de 2013. A primeira parte do questionário focava a estada no Algarve e no campo de surf. A segunda parte visava aferir o nível de consciência ambiental dos turistas e questionava se estariam dispostos a pagar uma taxa, incluída no preço do alojamento, que seria usada para arrecadar fundos para a proteção ambiental da zona costeira. A escala do “Novo Paradigma Ambiental (NEP)” foi usada para avaliar a consciência ambiental dos turistas. A última seção incluía questões sobre características sociodemográficas. O principal objetivo deste estudo é a caracterização dos turistas de surf que permanecem em campos de surf. Uma grande proporção dos entrevistados são solteiros (69,2%) e 43,4% são jovens adultos com idade entre os 25 e os 31 anos. Para além disso, um terço dos 240 entrevistados são estudantes. Estas características ajudam a explicar o facto de uma significativa proporção dos entrevistados apresentar um rendimento não superior a 2.000€ (46,7%). Mais da metade (52,1%) de todos os entrevistados são do sexo feminino, o que não corresponde à imagem de participação masculina predominante no surf. Três dos quatro países mais representados neste estudo são de língua alemã (Alemanha, Áustria e Suíça), o que corresponde a 65,8% de todos os entrevistados. Assim, considera-se que o Algarve, como um destino de surf, deve procurar ajustar as suas campanhas promocionais de turismo a fim de atrair mais turistas de outros países, onde o Algarve como um destino de surf ainda não é conhecido. Entre todos os entrevistados, 67,9% são iniciantes e 57,1% fizeram a reserva do campo de surf através da internet. O preço médio pago por uma semana no campo de surf é de 426€. Grande parte dos inquiridos considera esse preço razoável (62,9%), a maioria dos quais (74,6%) indicando que não estaria na disposição de pagar mais. Relativamente à satisfação com a estadia, 55% dos turistas manifestam-se satisfeitos e 32,9% muito satisfeitos. Entre os respondentes, 85,4% manifestou a intenção de voltar e quase todos eles (97,9%) recomendariam a viagem a amigos e familiares. Uma grande parte dos turistas (85,8%) estaria disposta a pagar uma taxa de alojamento destinada à proteção ambiental, sendo o intervalo de valores mais comum (em 47,5% dos casos) de 2-4 € por noite. Este é um resultado que responde à segunda questão de investigação proposta neste trabalho. Com base na escala NEP, constituída por quinze afirmações sobre a relação entre os seres humanos e o meio ambiente, foi, também, possível verificar que a maioria dos inquiridos neste estudo tem uma visão ecológica. A relação entre os cinco atributos sociodemográficos e a disposição para pagar uma taxa, incluída no preço do alojamento, destinada à protecção do meio ambiente foi avaliada através de tabulações cruzadas que permitem descrever a relação entre pares de variáveis. Neste estudo a disposição para pagar esta taxa surge independente de todas as características sociodemográficas testadas, com exceção da nacionalidade. Com efeito, os turistas da região de DACH (Alemanha, Áustria e Suíça) estão mais dispostos a pagar a taxa de alojamento do que os turistas dos outros países em análise. Para além de preencher uma lacuna na literatura, este estudo traz conhecimentos importantes para a gestão de marketing dos proprietários e gerentes de campos de surf e escolas de surf, bem como para as agências e organizações que promovem o turismo de surf no Algarve.
Descrição: Dissertação de mestrado, Economia do Turismo e Desenvolvimento Regional, Faculdade de Economia, Universidade do Algarve, 2014
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/7129
Designação: Mestrado em Economia do Turismo e Desenvolvimento Regional
Aparece nas colecções:FEC1-Teses
UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Master Dissertation Fabia Frank.pdf2,66 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.