Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/11067
Título: Avaliação do impacto de uma intervenção vocacional no desenvolvimento de comportamentos exploratórios em alunos do 8º ano de escolaridade
Autor: Hilário, Jorge André Mendes
Orientador: Vieira, Luís Sérgio
Palavras-chave: Exploração vocacional
Interesses
Indecisão
Vocacional
Impacto da Intervenção
Data de Defesa: 2012
Resumo: Pretende-se, com o presente estudo, avaliar o impacto do programa “Exploração - A chave Universal”, uma intervenção de consulta psicológica vocacional em grupo, breve e estruturada, destinada a facilitar a tomada de decisão de carreira, construção de interesses e tomada de consciência dos níveis de indecisão vocacional de jovens em processo de finalização do ensino básico. De acordo com Almeida e Freire (1997), este estudo pode ajustar-se na categoria de intervenção quasi-experimental, pois verifica-se a existência de duas condições: (i) uma situação para o efeito de controlo (alunos do 8º ano de escolaridade, sem intervenção psicológica vocacional) e um grupo experimental (alunos do 8º ano de escolaridade, selecionados aleatoriamente de uma população, com intervenção psicológica vocacional) e, ainda; (ii) a utilização de medidas de pré e pós-teste, em ambos os grupos. Desta forma, os grupos investigados são avaliados em dois momentos distintos no tempo, antes e após a manipulação da variável independente, ou seja, a referida intervenção psicológica vocacional. A manipulação da condição quasi-experimental acontece após a distribuição aleatória dos participantes pelas duas condições. A amostra é constituída por 136 alunos do 8.º ano de escolaridade, 51.5% dos quais são raparigas (N=70) e 48.5% são rapazes (N=66), com idades compreendidas entre os 12 e os 17 anos de idade (M=13.65; DP=1.043), a frequentar escolas básicas de tutela pública, na região sul de Portugal. Os alunos estão divididos em 7 turmas, Secundária A (N=19), Secundária B (N=24), Cacela C (N=23), Cacela D (N=22), D. José A (N=15), D. José B (N=18), e D. José C (N=15), de 3 diferentes estabelecimentos de ensino (Escola Secundária de Vila Real de Santo António, EB 2,3 I. D. Fernando e EB 2,3 D. José 1), sendo as 4 primeiras turmas das 2 primeiras escolas incluídas no grupo experimental e as 3 turmas finais relativas à Escola D. José 1, o grupo de controlo.
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/11067
Designação: Mestrado em Psicologia da Educação
Aparece nas colecções:FCH1-Teses
UA01-Teses



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.