Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/2777
Título: Primeiros resultados obtidos através da utilização da espectrofotometria em perfis de sediementos estuarinos: O caso do estuário do Alvor (Portugal)
Autor: Veiga-Pires, C.
Mestre, Nélia
Moura, Delminda
Boski, T.
Palavras-chave: Cor digital
Biogeoquímica
Perfis sedimentares
Estuários
CIE Lab
Quaternário
Data: 2005
Editora: CYTED
Citação: VEIGA-PIRES, C.; Mestre, Nélia; Moura, D.; Boski, T.Primeiros resultados obtidos através da utilização da espectrofotometria em perfis de sediementos estuarinos: O caso do estuário do Alvor (Portugal), In Humedales de Iberoamérica - Experiencias de estudio y gestión, 27-36, ISBN: 959-270-061-3. La Habana, Cuba: CYTED, 2005.
Resumo: O estudo de sedimentos estuarinos aplicados à evolução do nível do mar ao longo dos tempos é de extrema importância, pois reflete avanços e recous da linha da costa originados por variações climáticas, que a nível mundial, quer a nível regional. Neste sentido, têm havido esforços em desenvolver novas técnicas de estudo de sedimentos que permitam a obtenção de dados com alta resolução equivalentes a uma escala temporal com uma precisão inferior à do milénio ou do século. No presente trabalho foi desenvolvida uma técnica de amostragem e análise que permite a obtenção de perfis sedimentares com resolução (5 cm - 30 anos). Foram recolhidos três testemunhos sedimentares no estuário do Rio Alvor, com recurso a um amostrador manual de meia-cana. Em laboratório foi analisada a cor dos sedimentos, todos os 5 cm, recorrendo ao espectrofotómetro Colortrom. A superfície de todos os testemunhos de sondagem analisados foi ainda digitalizada recorrendo a um scanner. Em cada testemunho foram recolhidas amostras todos os 5 cm de profundidade e congeladas para posterior análise da composição química em elementos maiores e traços, análise de granulometria e do teor em carbono, enxofre e azoto. A Reprodutibilidade do espectrofotómetro tanto como a viabilidade da digitalização da superfície dos sedimentos confirmam a adequação das metodologias utilizadas. Foram efectuadas estatísticas multi-variadas com base em análises de componentes principais o que permitiu identificar unidades sedimentares através do uso dos parâmetros da cor e dos componentes químicos. No entanto, a existência de duas unidades determinadas visualmente nas imagens digitai, diferentes das unidades sedimentares implica que a utilização dos parâmetros CIE Lab obtidos por espectrofotometria tenha que ser feita através de tratamento estatístico específico. Contudo, as unidades sedimentares parecem apontar para uma mudança de sedimentação no estuário do Rio Alvor ca dos 1000 anos BP.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/2777
ISBN: 959-270-061-3
Aparece nas colecções:FCT3-Livros (ou partes, com ou sem arbitragem científica)
CIM3-Livros (ou partes, com ou sem arbitragem científica)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
VeigaetalCYTED2005.pdf2,53 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.