Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.1/249
Título: Saberes e sabores em Garcia da Orta, Rabelais e Platina
Autor: Costa, Luísa Manuel Batista
Orientador: Carvalho, Ana Alexandra
Carvalho, João Carlos
Palavras-chave: Literatura comparada
Retórica
Alimentação
Viagens
Data de Defesa: 2010
Resumo: A alimentação é um fenómeno social que pode ser considerado como o espelho da mentalidade de uma época. No século XVI, foram vários os escritores que inseriram nas suas obras preceitos de dietética e cenas de banquetes onde imperava a convivialidade. Entre esses autores estão Rabelais, com Pantagruel e Gargantua, Garcia da Orta, com os Colóquios dos Simples e Drogas e Cousas Medicinais da Índia e Bartolomeo Platina, com o De Honesta Voluptate et Valetudine. Os três escritores utilizam como principal processo retórico-poético a constante referência ao prazer provocado pela comida e pela bebida, fazendo-nos entrar nos ideais da filosofia epicurista. No entanto, a alimentação não tem como finalidade única a de saciar apetites, ela tem, igualmente, propriedades terapêuticas. Dá-se, deste modo, grande importância à teoria dos humores, baseada num sistema de correspondência entre os elementos do universo, o temperamento do ser humano e a natureza dos alimentos, considerando que estes últimos têm a virtude de, se ingeridos de forma adequada, serem um dos principais motores para uma vida saudável.
Descrição: Dissertação de mest., Literatura, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Universidade do Algarve, 2010
URI: http://hdl.handle.net/10400.1/249
Designação: Mestrado em Literatura. Literatura comparada
Aparece nas colecções:FCH1-Teses
UA01-Teses

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
versão final tese.pdf1,38 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.